Oswaldo abafa briga covarde de Vílson

oswaldo

Ainda aturdidos pelo soco desferido por Vílson em Marciel, no treino da manhã, os corintianos não conseguiram reagir à notícia que pôs Oswaldo de Oliveira no cargo de técnico do clube. A contratação foi uma vitória com as digitais de Roberto de Andrade que adora o futuro-ex-treinador do Sport Recife. Ele chega pressionado por levar o time à Libertadores do ano que vem e deve agradecer à tabela que terá na provável estreia diante do lanterna América Mineiro.

A tarefa de Oswaldo é difícil por vários motivos. Vai encontrar um elenco desmobilizado, praticamente entregue à sorte. Um grupo em que  o respeito ao colega vai até levar um totózinho por trás. Aí, você pode se virar, dar um tremendo soco no rosto do outro e tudo bem. O treino vai seguir como se nada tivesse acontecido, sem ninguém ser expulso, punido e tudo será arrumado com um abraço e pedido de desculpas.

Outro problema é tático. Arrumar um modo que faça funcionar as qualidades dos jogadores. Aí, esbarra na dificuldade técnica: o elenco é muito limitado. Mas times limitados bem organizados, as vezes, conseguem resultados razoáveis no futebol brasileiro. Para levar ao sexto lugar no Brasileirão, está de bom tamanho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s