Roger não acreditou na própria capacidade

roger

O pedido de demissão do Roger junto ao Grêmio foi um banho de água fria no dia do aniversário do clube gaúcho. Ninguém por lá queria isso mesmo com os seghuidos tropeços. Confesso que a mim também decepcionou. Todos sempre pedem pela continuidade de trabalho a longo prazo, uma equipe te oferece isso, banca a permanência e você larga quando faltam 13 jogos com a justificativa de que o seu “melhor já não era mais o necessário”!

Cabia a Roger, neste momento, buscar uma solução nos seus conhecimentos, uma saída para os problemas criados desde que Giuliano foi vendido e o time passou a jogar mal. Me assusta ver que nossos treinadores aparentam ter pouco repertório para a hora da crise. Trabalhar quando tudo vai bem é fácil. Com o pedido de demissão, após 16 meses de Grêmio, ele transfere a responsabilidade ao clube e a um outro profissional.

Fica a pergunta: será que o elenco do Grêmio é para ir além do G5? O zagueiro Geromel disse que não tem time para pensar em título. Será que não falta a Roger um pouco mais de bagagem para assumir um clube tão grande? Eu acho que o time alcançar o G3 seria uma caminhada de superação, mas sem Roger, nem o G4 pode ser alcançado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s