Tite é melhor do que muito europeu

 

tite

A relação dos melhores treinadores do Mundo não foi solta em sua totalidade, mas já se sabe que o treinador da Seleção Brasileira está em 41º lugar, de 50 elencados. A eleição foi feita pela revista inglesa 4-4-2 e tem sido divulgada em doses homeopáticas. A própria publicação admite que os leitores não irão concordar e se defende dizendo que foram consultados analistas de todo o mundo para chegar até a lista final.

Não sei quem do Brasil foi consultado, mas olhando os números divulgados até aqui, não dá para concordar com várias posições. Por exemplo, Manuel Pellegrini é o 42º mesmo tendo conquistado 4 títulos nacionais (equatoriano, 2 argentinos e 1 inglês). Levou o Málaga, da Espanha, às quartas de final da Champions League em 2011. Tite tem 2 títulos brasileiros, uma Copa do Brasil, uma Sul-americana, uma Libertadores e o Mundial, só para ficar nos grandes.

Não entrarei no mérito dos grandes treinadores na Europa. Mourinho, Guardiola, Ancelloti, Wenger (este aparece em 22º), Klopp e outros que dirigem grandes clubes da Europa. Acho que estão mesmo acima dos dois. Mas esses não são os problemas da tal lista da revista mesmo faltando divulgar os 20 primeiros.

O nome que vem à frente é do croata Slaven Bilic. Ele assumiu o West Ham, da Inglaterra, e o levou ao 7º lugar na Premier League, além de assegurar uma vaga na Liga Europa pela primeira vez. Um feito e tanto diante de equipes maiores como Liverpool e Chelsea, que ficaram para trás. Ex-jogador da seleção da Croácia, foi técnico da sua seleção e tem no currículo uma classificação à Eurocopa de 2008 eliminando a Inglaterra, além de levar o Besiktas a excelentes vitórias sobre o Tottenham e o Liverpool em competições europeias. Troféu, um, mas segundo os “eleitores”, ele é um gênio quando o assunto é tática. Aí, mudamos de patamar a conversa. Passamos a tratar de assuntos subjetivos. O que é ser um técnico genial não está ainda explicado. Mas, ok, Bilic pode estar acima dos dois.

Alguém aí pode me explicar o Sergei Rebrov estar em 34º? O ucraniano é ídolo em seu país e dirige o Dínamo, de Kiev, mas, aos 42 anos, além de ameaçar eliminar o City, o que mais poderia colocá-lo à frente de Tite? O brasileiro ganhou uma Libertadores impecável, sem derrotas, eliminando Vasco, Santos de Neymar e Ganso, e o Boca Júniors na final. Invicto. Dois trabalhos no Corinthians que o levaram até a seleção brasileira. Sem falar no Mundial diante do Chelsea, mas aí alguém pode lembrar que o Internacional, do Abel Braga, bateu o Barcelona de Rijkaard, então, também estaria à frente dos demais. Não sei se é para tanto.

Edgardo Bauza  em 15º é plausível. Tem duas Libertadores e isso é para poucos. Acho que assim como Tite, Pellegrini e Wenger, estão entre os 20 melhores. À frente do holândes Cocu, por exemplo, que dirige o PSV Eidhoven e aparece na 12ª posição. O colégio eleitoral da revista olhou, como sempre, o próprio umbigo e deu migalhas a quem não pertence ao mundo deles.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s